(62) 99405-4234

A arte de escrever uma Introdução

A arte de escrever uma Introdução

A introdução de um artigo científico tem que convencer o leitor de que o seu trabalho é relevante, definir claramente a questão científica abordada e fornecer contexto suficiente para entender as conclusões apresentadas. Para uma audiência de pesquisadores que constantemente tomam decisões de como investir tempo e selecionar os artigos que irão ler, a introdução do artigo científico tem a necessidade de “vender” seu artigo para o leitor. Você precisa apresentar uma hipótese clara e convencer o leitor que seu artigo se posiciona entre as questões ainda não definidas dentro do tópico escolhido. Se o leitor não acreditar que seu artigo pode melhor seu conhecimento nesta área de um modo expressivo, a probabilidade deste leitor investir tempo valioso na leitura do artigo diminui significativamente. Uma introdução bem escrita prepara o leitor para as informações seguintes, e aumenta as chances do leitor se empenhar em entender a metodologia, as conclusões e suas implicações.

A estrutura e tamanho de uma introdução não são fixos e podem variar em diferentes áreas de conhecimento e tipos de publicação. No entanto, esta seção inicial tem um único propósito: navegar o leitor através de uma narrativa que termina com a apresentação da pesquisa e os motivos pelos quais esta pesquisa é importante. A estrutura ideal desta narrativa funciona como um funil, pois, começa com conceitos amplos que são gradativamente afunilados no escopo e especificidade até que a informação apresentada seja diretamente ligada com a hipótese em questão. Após a apresentação dos conceitos amplos e introdutórios, é necessário apresentar o conhecimento relevante na área de pesquisa. Esta apresentação de conhecimentos relevantes compõe a maior parte da introdução e fornece as informações necessárias para que se entenda a pesquisa realizada. Utilizar todos os estudos relacionados com o seu tema, mesmo que de pequena relevância, como referência pode ser tentador. No entanto não se pode desviar dos problemas centrais, pois, pode-se confundir o leitor e impedir o fluxo da narrativa. Assim, escolha artigos que tem relação direta com sua pesquisa e tem relevância para esta área de conhecimento.

Finalmente, uma introdução deve concluir com a descrição de como a pesquisa sendo apresentada contribui para o avanço do conhecimento na área científica. Neste momento, antes do leitor comprometer-se em ler o restante do seu artigo, é importante fornecer-lhes motivos para que eles se importem com o estudo e suas conclusões. Idealmente, a última afirmação da sua introdução deve se referir as conclusões deste estudo e como elas inserem-se no conhecimento recente. Esta afirmação deve também expressar claramente as hipóteses científicas levantadas. Se você conseguir navegar os leitores pelos conceitos gerais que são importantes para entender as questões centrais e mais específicas da pesquisa, a sua narrativa os deixou então preparados e receptivos a ler o restante do artigo. Depois de ler uma introdução bem escrita e apresentada, o leitor irá entender o propósito e contexto da sua pesquisa e assim ficará ansioso para descobrir os resultados, as conclusões e suas implicações para o campo de pesquisa.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado - campos obrigatórios *